Desde 2001, um website dedicado à divulgação dos Escritos teológicos de Emanuel Swedenborg (1688-1772).
Literatura Estudo Bíblico Links Biografia de Swedenborg Contatos
Sermões Downloads Tópicos Swedenborg website  

Estudo Bíblico "A Escritura Santa" - Parte 5.4 - A Linguagem Interna da Palavra
 PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

...,,
Parte 5 - O Sentido Espiritual da Palavra

Capítulo 79- A Linguagem Interna da Palavra 

79. O simbolismo ou correspondências na Palavra

79.1- Voltemos, agora, à interpretação da Palavra, tal como nos ensina Swedenborg em seus escritos. Examinemos a linguagem correspondencial em que a Palavra foi escrita e pela qual todas as coisas são esclarecidas. Devemos, preliminarmente, advertir o leitor de que a aprendizagem de uma língua não é tarefa fácil, e de que não se deve fazer um juízo apressado sobre aquilo que não conhecemos. As dificuldades que sobrevierem poderão, entretanto, ser resolvidas para aqueles que se dedicarem ao estudo diligentemente.

79.2- A linguagem das correspondências é uma ciência muito antiga; é uma língua que deixou sinais, até certo ponto, em todas as outras; nada tem de artificial e está arraigada no íntimo da mente humana. Os homens, involuntariamente, retêm algumas expressões dessa linguagem, mas a maior parte dela se perdeu.

79.3- Compreendemos, por exemplo, que, quando se fala do coração, na Palavra, ele significa o amor. Poucas pessoas sabem, porém, que o estômago ou ventre significa a memória, como na seguinte passagem:

"Rios de água viva correrão de seu ventre" (João 7:3).

79.4- Toda gente sabe que a luz significa a verdade, pois é pela verdade que o homem vê as coisas do espírito. Mas poucos sabem que o sol, na Palavra, representa Deus, de Quem procede a luz e o calor. Esta significação do sol, aliás, foi dada no próprio sentido literal, no Salmo 84, vers.11:

"Porque sol e escudo é JEHOVAH Deus".

79.5- Sabemos que "lavar" quer dizer tirar a impureza; a maioria ignora, porém, que a água com que o homem se lava das imundícies materiais representa a verdade com a qual a falsidade e o mal são extirpados. Citaremos algumas passagens pelas quais se pode saber que as "águas" na Palavra significam as verdades da fé:

"Não se fará mal nem dano algum em todo o monte da minha santidade, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar" (Isaías 11:9).

"O que anda em justiça, e o que fala com retidão... o que tapa os seus ouvidos para não ouvir falar de sangue, e fecha os seus olhos para não ver o mal... as suas águas serão certas" (Isaías 33:15,16).

"Eis que vêm dias, diz o Senhor JEHOVAH, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor" (Amós 8:11).

"Lava-me completamente da minha iniqüidade..."(Salmo 51:2)

 

79.6- É comum dizer-se que a raposa é o símbolo da astúcia, porém poucos sabem que o cavalo simboliza o entendimento e, na Palavra, significa o entendimento das Sagradas Escrituras ou o entendimento da Verdade:

"Naquele dia, diz o Senhor, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles" (Zacarias 12:4).

"Porque Deus a privou de sabedoria, e não lhe repartiu o entendimento... ri-se do cavalo..." (Jó 39:17,18).

Sendo "cavalo" o símbolo do entendimento da Palavra, o "cavaleiro" ou aquele que cavalga representa a pessoa que tem entendimento das coisas espirituais. De fato, é "montado" nas suas convicções sobre a verdade da fé que o homem sai a combater os males e falsidades, os inimigos de sua alma. É por isso que o Senhor, que é a Divina Verdade mesma, foi visto, no Apocalipse, da seguinte maneira:

"E vi um céu aberto, e eis um cavalo branco: e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus" (19:11,13).

79.7- Quem é que não percebe logo que, quando Isaías diz: "E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes e se exaltará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações" (2:2), que ele não se referia às montanhas deste mundo? Tampouco se trata de simples fantasia poética. O fato é que os "montes" significam, na Palavra, uma afeição exaltada, isto é, todos aqueles sentimentos que se encontram acima dos demais em nossa vida. Podem ser amores bons ou maus, ou seja, exaltações de egoísmo ou do amor de Deus. Representando o amor a Deus, é dito, por isso:

"Os montes trarão paz ao povo e os outeiros justiça" (Salmo 72:3).

79.8- Nada mais lógico que a correspondência existente entre as coisas do espírito e as da natureza. Podemos ver claramente essa correspondência nas relações existentes entre a mente e o corpo. No homem sincero, a expressão do rosto corresponde ao estado da mente. É evidente a relação que há entre uma atitude feliz da mente e um sorriso, entre a mente fatigada e um suspiro. A relação entre as imagens naturais utilizadas na Palavra e as coisas espirituais que significam é tão clara, quando se conhece a linguagem das correspondências, que é apreendida imediatamente.

79.9- A tendência de muitos estudiosos hoje é acentuar a importância do simbolizo existente até nos próprios sonhos. Nada há na mente humana que não possa ser simbolizado, no sonho, por alguma pessoa ou objeto. Esta relação entre os estados mentais e as aparências objetivas nos sonhos, que só recentemente passou a ser estudada pelos cientistas, foi descoberta há mais de dois séculos por Swedenborg. Ele mostrou, também, que toda a Palavra é a simbolização ou representação da mente de Deus, a Divina Vontade manifestada à raça humana.

79.10- Esse simbolismo existente na Palavra é bem representado na história da mulher samaritana, a quem o Senhor falava espiritualmente sem poder ela entender Suas palavras, a não ser no sentido literal. Disse-lhe Ele:

"Se tu conhecesses o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu Lhe pedirias, e Ele te daria água viva. Disse-Lhe a mulher: Senhor, Tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo: onde pois tens a água viva?" (João 4:10,11).

79.11- Num estudo ligeiro como este, não podemos demonstrar plenamente todo o sentido espiritual que se acha velado na Palavra. Podemos, apenas, dar poucas ilustrações desse sentido Divino que se acha oculto sob a letra das Escrituras. As obrao o sentido espiritual que se acha velado na Palavra. Podemos, apenas, dar poucas ilustrações desse sentido Divino que se acha oculto sob a letra das Escrituras. As obras de Swedenborg em que mais se revela esse sentido são: "Arcanos Celestes" e "Apocalipse Revelado"; ali são esclarecidos os mistérios das Sagradas Escrituras para aqueles que buscam as coisas de Deus.

79.12- A Bíblia ou Palavra de Deus é um corpo em que reside um Espírito. O sentido literal ou natural reveste as palavras proferidas por Deus como um traje sobre uma pessoa. Entretanto, a Palavra tem passagens em que o Espírito - o sentido interno - brilha através da letra e aparece aos nossos olhos, do mesmo modo que o rosto e o rosto e as mãos de uma pessoa, que, por ficarem descobertas, revelam parte da identidade dessa pessoa. Veremos a seguir alguns exemplos da exposição do sentido espiritual em passagens das Escrituras

 

***********************

.

 

Se desejar, você pode nos enviar suas perguntas ou comentários por carta ou e-mail

 Continua > > 

 PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

Atualização: Outubro, 2013 - doutrinascelestes@gmail.com