Desde 2001, um website dedicado à divulgação dos Escritos teológicos de Emanuel Swedenborg (1688-1772).
Literatura Estudo Bíblico Links Biografia de Swedenborg Contatos
Sermões Downloads Tópicos Swedenborg website  

Estudo Bíblico "A Escritura Santa" - Parte 2.23 - O Livro dos Cantares
PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

 

Parte 3 - Livros do Antigo Testamento

Capítulo 31A- O Livro do Cantares de Salomão

31A. História do Livro dos Cantares de Salomão (ou Cântico dos Cânticos)

31a.1 - Este livro é chamado também de "Cântico dos Cânticos" por causa de seu título hebreu: "Shir Hashshirim", que melhor traduzido é "A Ode das Odes", talvez numa referência às outras composições poéticas de Salomão, que teriam sido 1.005, sendo esta a mais excelente. Uma confirmação de que o autor dos "Cantares" seria mesmo Salomão é o fato de o estilo ser semelhante ao da parte de Eclesiastes que leva o seu nome.

31a.2 - Esta obra fala da celebração de um casamento em tons joviais e ricos em simbolismo. É considerado o epitalâmio (espécie de cântico nupcial) da união entre Salomão e a filha de Faraó. Mas, se se deve tomar ao pé da letra as palavras desta ode, é difícil que o casamento aí celebrado seja com a filha de Faraó, porque, além do fato de Salomão ter tido 300 esposas e 700 concubinas, o texto fala da jovem noiva como sendo negra (traduzido por "morena" em português). Teria sido, nessa suposição, a união entre Salomão e a rainha etíope que veio visitá-lo? (II Crônicas 8).

31a.3 - O fato é que muitos comentaristas acham que esta ode é toda simbólica, não falando realmente de um casamento natural. Daí muitos cristãos desenvolveram a hipótese de que aí é uma celebração do casamento entre Cristo e a Sua Igreja.

"Orígenes chegou a escrever uma obra de dez volumes a respeito deste único lies chegou a escrever uma obra de dez volumes a respeito deste único livro. No início da Era Cristã havia muitas interpretações diferentes dessas odes, e não se admitia discussão quanto às formas de interpretar. Em meados do século V de nossa era, um notável exegeta da Antioquia, Teodoro de Mopsueste, foi excomungado no quarto concílio ecumênico de Constantinopla por ter sustentado que este livro se ocupa tão somente de amores terrenos; e mil anos depois, Calvino perseguiu a Castellio, em Genebra, por este ter demonstrado que o "Cântico" não deveria figurar entre os livros canônicos do Velho Testamento (J.C.Rodrigues, "Estudo Sobre o Velho Testamento", pág.412-3).

Um grande número de eruditos cristãos, como o comentarista Adam Clarke e outros, acreditam que essa hipótese de uma alegoria entre Cristo e a Igreja realmente não tem fundamento, especialmente por causa dos termos usados no livro, de certa forma inadequados para uma tal representação. O livro seria, na verdade, apenas uma poesia romântica que foi incluída no cânon devido a uma veneração antiga aos escritos do rei mais sábio de todos os tempos. Um exame cuidadoso e isento de opiniões preconcebidas apontará para esta conclusão.

31a.4 - Os "Cantares" têm oito capítulos e 117 versículos.

 

31A.5 - Assuntos dos "Cantares"

31a.5.1 - Os oito capítulos foram divididos pelo Dr.Mason Good (tradutor inglês que viveu no século passado) em doze idílios distintos. A respeito do tema, assim fala J.C.Rodrigues:

"O livro é, sem dúvida, uma coleção de poemas, talvez soltos, mas sem dúvida com certa unidade, os mesmos caracteres aparecendo sempre até o fim. São todos eles poemas de amor terrestre, de pessoas que se vão casar ou já casadas e sem a mínima indicação religiosa. É um brilhante esforço literário. ... Todos os críticos extasiam-se diante das muitas belezas do Cântico. te das muitas belezas do Cântico. ... Tudo no livro é um primor, como composição artística, cujo grande mérito nos faz esquecer, às vezes, a questão sobre a sua canonicidade" (Obra citada).

***********************

 

Se desejar, você pode nos enviar suas perguntas ou comentários por carta ou e-mail

 Continua > > 

 PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

Atualização: Outubro, 2013 - doutrinascelestes@gmail.com


zação: Outubro, 2013 - doutrinascelestes@gmail.com