Desde 2001, um website dedicado à divulgação dos Escritos teológicos de Emanuel Swedenborg (1688-1772).
Literatura Estudo Bíblico Links Biografia de Swedenborg Contatos
Sermões Downloads Tópicos Swedenborg website  

Estudo Bíblico "A Escritura Santa" - Parte 2.11 - O Primeiro Livro dos Reis
 PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

Parte 2 - Livros do Antigo Testamento

Capítulo 20- O Primeiro Livro dos Reis

20. História do Primeiro Livro dos Reis

20.1 - É desconhecido o autor deste livro e do seguinte, II Reis. Ambos constituíam, no passado, um único livro, juntamente com os dois de Samuel, e foram divididos em tempos mais recentes, após o trabalho dos massoretas. Como se nota, os relatos destes dois livros, I e II Reis, são compilações de registros públicos e privados a respeito dos reis e dos negócios do reino que agora vai se dividir em dois: Israel e Judah.

20.2 - Alguns estudiosos e comentaristas da Bíblia chegaram a atribuir a Isaías e Jeremias a autoria destes livros, porquanto há vários capítulos neles que se assemelham a textos existentes nesses dois profetas, ou foram copiados dali. Veja e compare, por exemplo: II Reis 18,19 e 20 com Isaías 36 a 39. E II Reis 24:18 e 25:1 com Jeremias 52:1, etc. Por outro lado, essa semelhança pode igualmente indicar o contrário, ou seja, que Isaías e Jeremias consultaram esses livros e deles tiraram as passagens referidas. Mas existe outra teoria,baseada em razões bastante convincentes, segundo a qual foi Esdras o autor dos dois livros dos Reis.

20.3 - Os relatos do Livro I dos Reis cobrem um período de 119 anos, indo de 1.015 a 896 a.C. São uma grande variedade de registros entre os quais podem ser destacados: a morte de David; a sabedoria e o reinado de Salomão; a edificação do templo; a divisão do reino e a sucessão de reis e conflitos. "A obra tem grande interesse arqueológico, como se pode verific "A obra tem grande interesse arqueológico, como se pode verificar das descobertas arqueológicas que confirmam ou suplementam os dados fornecidos por passagens como, por exemplo, I Reis 5,6,17; 9,26-27; 10,11,12; 10,26-29 (respectivamente, as florestas e as pedreiras do Líbano, para suprimento da construção de templos e palácios, segundo inscrições cuneiformes, já no meado do III milênio a.C., para Gudéa, de Lagash [Babilônia] Assurbanipal [884-860], da Assíria, etc.; o estaleiro de Salomão em Eseon-Geber; os carros e os estábulos do mesmo rei, em Megido)" (Enc.Mirador). O livro tem 22 capítulos e 817 versículos.

 

20.4- Assuntos do Primeiro Livro dos Reis

Cap.1 - David envelhece e está no fim de seus dias. Adonias, um de seus filhos, conspira para assumir o trono. Mas Natan e Beer-Sheba falam ao rei e fazem-no ungir Salomão para seu sucessor. Adonias foge.

Cap.2 - David dá as últimas instruções a Salomão acerca de algumas pessoas que lhe tinham ofendido. Morrendo David, Salomão assume o trono e faz justiça (ou se vinga) com relação às pessoas citadas por seu pai.

Cap.3 - Salomão se casa com a filha do Faraó. Deus lhe aparece em sonhos. Salomão pede a Deus sabedoria para governar o povo e governar o povo e Deus lhe concede, além da sabedoria, riqueza e vida longa. Em Jerusalém, Salomão julga o caso de duas mulheres e sua decisão é admirada.

Cap.4 - Uma relação dos oficiais de Salomão. A provisão de mantimentos para a sua casa real. A extensão e o domínio de seu reino. Sua sabedoria se torna famosa.

Cap.5 - Sobre Hirão, rei de Tiro, que se faz amigo de Salomão. Este pede e Hirão lhe concede materiais e homens para trabalharem na construção do templo que Salomão vai edificar ao Senhor.

Cap.6 - Sobre a construção do templo, suas medidas e sua arquitetura. É concluído após sete anos.

Cap.7 - Salomão constrói seu palácio e uma casa para a filha de Faraó. Hirão, artífice de cobre, lhe faz várias peças e utensílios para o templo.

Cap.8 - Ajuntando os anciãos de Israel, Salomão traz a arca da aliança para o templo, oferecendo grandes sacrifícios. Sobre a arca e o que nela havia. Salomão abençoa o povo e o exorta. As ofertas trazidas pelo povo. A festa da dedicação do tabernáculo.

Cap.9 - O Senhor aparece novamente a Salomão e lhe faz promessa a respeito da perpetuidade de sua casa no trono. Terminada toda a obra, Salomão dá a Hirão algumas cidades da Galiléia, mas Hirão não se agrada delas. O comércio marítimo de Salomão.

Cap.10 - A rainha de Sabá visita Salomão e se admira de sua sabedoria e riqueza. Descrição da riqueza de Salomão.

 

Cap.11 - Salomão toma para si mulheres estranhas e segue suas idolatrias. Em sua velhice, desvia-se de Deus e constrói templos a ídolos. Inimigos se levantam contra Salomão e afligem a Israel; entre eles está Jeroboão. Um falso profeta engana a Salomão, que não alcança vitória sobre Jeroboão. Este foge para o Egito e lá permanece até a morte e Salomão, que reinou 40 anos. Reoboão reina em seu lugar.

Cap.12 - Reoboão é solicitado pelo povo a suavizar os pesados tributos impostos por Salomão. Reoboão, contrariando o conselho dos anciãos, além de o negar, afirma que pesará a mão ainda mais do que Salomão. Diante disto, o povo se rebela, recusa seu reinado e aclama Jeroboão como rei. Só as tribos de Benjamin e Judah aceitam o reino de Reoboão. Este quer mover uma guerra contra os rebeldes mas é impedido por um profeta. Jeroboão reina em Efraim e estabelece o culto a dois ídolos, para que o povo não necessite ir cultuar em Jerusalém.

Cap.13 - Jeroboão recebe de um profeta a predição de que esse culto será destruído por Josias. Jeroboão se ira e atenta contra o profeta, mas é punido. Jeroboão deseja, então, contratá-lo, mas ele se recusa. A continuação da história desse profeta e de como morreu por haver depois desobedecido à instrução Divina.

Cap.14 - Abias, filho de Jeroboão, adoece. A mãe vai em busca do profeta Aías mas ouve a profecia da destruição da casa de Jeroboão e da morte de seu filho. Assim acontece, morrendo também Jeroboão. O reino de Reoboão, em Judah e sua apostasia. O rei do Egito invade a Judéia e despoja o templo, levando peças de ouro feitas por Salomão, pelo que Reoboão as substitui por peças de bronze. O reinado e a morte de Reoboão.

Cap.15 - O reinado perverso de Abião e sua morte. Asa o sucede em Judah e é bom rei, fazendo um acordo com a Síria contra Baasa, rei de Israel, que é obrigado a desistir de seus ataques a Judah. Asa morre e é sucedido por Jeosafá no trono de Judah. Nadabe, filho de Jeroboão, reina em Israel, mas é morto por Baasa, que lhe toma o trono e destrói toda a casa de Jeroboão, conforme a profecia de Aías. Baasa continua a idolatria de Jeroboão.

Cap.16 - Jeú, um profeta, anuncia o fim de Baasa. Zimri conspira contra Baasa e o mata, tomando o reino. O povo aclama Omri como rei e este persegue a Zimri e o vence. O povo se divide e parte dele segue após Tibni, que também é vencido por Omri. Ele estabelece a Samaria. Sua perversão e sua morte. Acabe reina em seu lugar e se casa com Jezebel, restaura a idolatria e excede seu antecessor em maldade.

Cap.17 - Elias, o profeta, traz uma mensagem a Acabe sobre uma seca de três anos na terra. Elias vai para Querith, onde é alimentado por corvos. Depois vai à casa de uma viúva em Zarefate e lá multiplica para ela o azeite e a farinha. O filho dela morre e Elias o ressuscita.

Cap.18 - Elias se apresenta a Acabe. Elias propõe um desafio a quatrocentos e cinqüenta profetas do ídolo Baal. Com isso prova o poder do Deus JEHOVAH. Os profetas são mortos. Sob a palavra de Elias, chove na terra.

Cap.19 - Jezebel, ouvindo o que Elias fez, ameaça tirar-lhe a vida. Elias foge para o deserto. Queixa-se e é consolado por uma visão. Vai a Damasco e unge Hazael rei sobre a Síria e Jeú rei sobre Israel. Encontra-se com Eliseu, que se torna seu servo.

Cap.20 - Ben-Hadad, rei da Síria, sitia Samaria e desafia Acabe. Um profeta vem a Acabe e lhe instrui, pelo que Acabe vence Ben-Hadad. Em nova investida de Ben-Hadad, Acabe age contra a instrução e por isso recebe a predição de sua morte.

Cap.21 - Acabe cobiça a vinha de Nabote e deseja comprá-la. Nabote não aceita, por ser herança de família. Acabe se entristece e Jezebel lhe promete a vinha. Ela acusa falsamente a Nabote diante dos nobres para que ele seja apedrejado, o que é feito. Ela então diz a Acabe para ir tomar posse da vinha. Acabe vai e lá se encontra com Elias, que lhe faz uma severa profecia. Sobre o caráter abominável de Acabe. Ele se humilha e Deus promete não mandar, os seus dias, os castigos preditos.

Cap.22 - Jeosafá é rei em Judah e Acabe rei em Israel; eles se unem contra os sírios. Consultam um falso profeta, que lhes promete vitória. Micaías, o verdadeiro profeta, prenuncia derrota. Espíritos de mentira falam pelos profetas de Acabe e o persuadem a ir combater os sírios. Na guerra, ele morre. O caráter de Jeosafá e sua morte. É sucedido por Jeorão. Acazias sucede Acabe, seu pai, e repete sua impiedade.

***********************************

 

.

Reflexões sobre os temas do Capítulo 20

1. Que sabemos a respeito da autoria do livro dos Reis?

2. Que período é descrito neste primeiro livro?

3. O que marcou o declínio do reinado de Salomão?

4. Qual foi o pedido feito pelo povo a Reoboão e qual foi a atitude deste?

5. Que profeta se sobressai em Israel nos dias de Acabe?

 

Se desejar, você pode nos enviar suas perguntas ou comentários por carta ou e-mail

 Continua > > 

 PÁGINA PRINCIPAL | PÁGINA ANTERIOR | PRÓXIMA PÁGINA

Atualização: Outubro, 2013 - doutrinascelestes@gmail.com


>

Atualização: Outubro, 2013 - doutrinascelestes@gmail.com